Dizer Paraiba
English Version Abertura Paraiba

Paraíba. A natureza foi muito generosa com esta terra, sensual e bela terra, que comemora 400 anos.

Situada no extremo oriental do continente americano, a Paraíba apresenta belezas que você só encontra nesta região.

São suas praias lindíssimas, com águas mornas, areias brancas e imponentes coqueirais, onde o sol brilha o ano inteiro.

São os parques e as arborizadas de João Pessoa, enchendo de verde a paisagem nordestina.

São os ondulados canaviais de Areia colorindo os contrafortes da Serra da Borborema onde Campina Grande oferece aos visitantes a maior feira típica da região.

São os mistérios dos Sítios Paleontológicos do Ingá, as "Itacoatiaras" - inscrições repestres consideradas das mais importantes do mundo -, e do Vale dos Dinossauros, em Sousa.

São os pratos saborosos de sua culinária de um tempero todo especial.

São as obras artesanais que expressam sensibilidade e talento.

São as igrejas e os conventos, os sobrados coloniais e seus azulejos portugueses, ricos monumentos que representam a arte barroca e colonial da Paraíba.

É o seu povo amigo e hospitaleiro, sempre alegre cordial com os que chegam.

Assim é a Paraíba.

Quatrocentos anos de beleza e emoção no Nordeste brasileiro.

Venha ver isso de perto.

Venha ver essas belezas que só existem na Paraíba.

Outro texto sobre ... emitido pelo Governo Federal

Paraiba (PB)

Bandeira do Estado

Estado brasileiro situado a leste da região Nordeste. Tem como limites Rio Grande do Norte (N), oceano Atlântico (L), Pernambuco (S) e Ceará (O). Ocupa uma área de 56.584,6km2.

A capital é João Pessoa. As cidades mais importantes são João Pessoa, Campina Grande, Santa Rita, Patos e Souza. O relevo é modesto, mas não muito baixo; 66% do território está entre 300 e 900 metros de altitude.

Paraíba, Branco, Piranhas, Taperoá, Mamanguape, Curimataú e Peixe são os principais rios.

A economia se baseia na agricultura (cana-de-açúcar, abacaxi, mandioca, milho, feijão), na indústria (alimentícia, têxtil, de açúcar e álcool), na pecuária e no turismo.

No início do século 16, os franceses já ocupavam a região e estabeleceram boas relações com os índios potiguares. Só em 1585 João Tavares fundou, na foz do rio Paraíba, o forte São Felipe, para defender a área. A paz com os indígenas foi alcançada em 1599, mesmo assim após uma epidemia de varíola que dizimou a população nativa.

Entre 1634 e 1654, a região foi ocupada pelos holandeses, expulsos por André Vidal de Negreiros. Novos apresamentos de índios nos anos seguintes provocaram revoltas que forçaram uma intervenção militar da metrópole.

Em 1753, foi subordinada à capitania de Pernambuco, da qual se separou novamente em 1799. A Paraíba participou da Revolução de 1817 e da Confederação do Equador (1825).

Em 1930, João Pessoa, governador do Estado, foi indicado como vice-presidente da República na chapa de Getúlio Vargas. Seu assassinato no mesmo ano constituiu-se um estopim para a Revolução de 30

Volta à HomePage